4º Episódio - Bley Energias

Acompanhe o 4º Episódio da série de reportagens especiais sobre Startups que atuam no mercado de biogás brasileiro.

4º Episódio - Bley Energias
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Série Especial

4º Episódio

BLEY ENERGIAS Estratégias e Soluções

Startups de Biogás do Brasil

Série Especial
É uma série de reportagens especiais com o objetivo de apresentar as principais e mais promissoras startups do Brasil que atuam na área de digestão anaeróbia, produção de biofertilizante, produção de energia e descarbonização com biogás e biometano.
O foco da série Startups de Biogás do Brasil é identificar a apresentar ações de empreendedorismo, em todas as regiões do Brasil. Empreendedorismo, que segundo a Wikipédia “é o processo de iniciativa de implementar novos negócios ou mudanças em empresas já existentes. É um termo muito usado no âmbito empresarial e muitas vezes está relacionado com a criação de empresas ou produtos novos, normalmente envolvendo inovações e riscos”.

Afinal, o que é uma Startup?

Startup é uma expressão, em língua inglesa, utilizada para denominar uma “empresa” recém-criada, que ainda está em fase de desenvolvimento e estruturação para ingressar no mercado. Uma startup normalmente é uma empresa de base tecnológica ou com base em inovação, por trás da solução que oferece.
A palavra startup refere-se ao arranque, ao impulso ou a partida inicial de uma boa ideia rumo a consolidação no mercado. Quatro fases distintas caracterizam o desenvolvimento de uma startup: concepção da ideia de impacto e do modelo de negócio, desenvolvimento do produto ou serviço inovador, atração de clientes e investimentos e a fase de crescimento acelerado da empresa (escalabilidade do negócio).
As startups têm alta capacidade para a renovação e desenvolvimento do mercado, desafiando os modelos existentes. Por essa importância atuam como vetores de mudança, trazendo sempre ideias diferenciadas e desafiadoras.

Neste 4º Episódio da série temos o prazer de apresentar:

BLEY ENERGIAS Estratégias e Soluções

Toledo - PR

INTRODUÇÃO
A BLEY ENERGIAS Estratégias e Soluções é uma startup incubada no BIOPARK em Toledo, no Paraná. Seu foco de atuação é a produção de biogás. Um biocombustível renovável, para geração de energia elétrica, térmica e também para uso como combustível automotivo.
A BLEY ENERGIAS visa a descarbonização dos processos e também a sustentabilidade das operações (ESG). Foi fundada em 2017 e em pouco tempo desenvolveu tecnologias inovadoras para o mercado de biogás.
Apesar de ser uma jovem empresa no mercado, a BLEY ENERGIAS possui know-how e expertise no desenvolvimento de soluções para a cadeia do biogás, graças a vasta experiência do seu fundador e da sua equipe, no setor de biogás.
Este 4º episódio da série Startups de Biogás do Brasil, temos o prazer de apresentar um pouco da jornada da Bley Energias. Em uma conversa com o CEO Cícero Bley Jr, foi possível conhecermos um pouco das motivações para atuar no mercado de biogás, conhecer os desafios para estruturação de uma startup no Brasil e debater um pouco sobre o futuro do biogás no Brasil, destacando algumas dores e oportunidades de mercado.

ENTREVISTA

Foto: Cícero Bley Jr - CEO da BLEY ENERGIAS Estratégias e Soluções. Divulgação/ Bley Energias

Cícero Bley Jr 

CEO da BLEY ENERGIAS Estratégias e Soluções

Engenheiro Agrônomo (1971). Mestrado em Engenharia Civil, Gestão Territorial Urbana e Rural, (2002). Fundador da empresa Bley Energias, startup incubada no BIOPARK Toledo – PR, com foco em integração de projetos de geração de energias com biogás. Ex-Superintendente de Energias Renováveis da Itaipu Binacional (2003 - 2016). Fundador e Primeiro Presidente do CIBiogás, (2013-2015). Fundador, Primeiro Presidente e atual Presidente Emérito da ABiogás – Associação Brasileira do Biogás e do Biometano (2013-2016). Assessor Técnico do Conselho Temático de Energia da FIEP (2017 - atual). Co-Autor da Patente Industrial INPI No BR 10 2017 024793 7 - Microposto para biometano. Autor do livro Biogás, a energia invisível, 2a Ed S.Paulo, 2014, Expositor e palestrante em eventos relacionados com biocombustíveis/biogás. Presidente atual da Câmara de Comércio Brasil Luxemburgo no Paraná. Em 2022, está entre os 10 indicados na Categoria Melhor Profissional no Prêmio Melhores do Biogás Brasil – 1ª Edição, promovido pelo 4º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano.

1.  Portal Energia e Biogás - Fale um pouco da sua carreira profissional e destaque em que momento surgiu o interesse pelo biogás, como uma solução energética?

Cícero Bley Jr - Desde a minha graduação em Agronomia (1971) estive sempre ligado a biodinâmica das plantas e dos demais seres do ambiente. Em 1975 participei como técnico do desenvolvimento do Plantio Direto no Brasil. Em 1982 fiz produção orgânica de hortaliças enquanto fazia uma pós em Ciência dos Solos. Em 1983 fui chamado para a Superintendência de Meio Ambiente do Governo do Paraná. Daí para frente me envolvi por 10 anos com reciclagem de resíduos na Usina de Triagem e Compostagem de Araucária-PR. Na sequência fiz mestrado em Engenharia Civil – Gestão Territorial e compreendi a distribuição espacial da produção. Logo em seguida fui chamado para a Itaipu Binacional, onde fiquei por 10 anos como Superintendente de Energias Renováveis, até a aposentadoria em 2015. Neste ínterim, participei por 4 anos da Agência Internacional de Energia representando o Brasil no Task Force 37 - Biogas. Escrevi o livro Biogás a Energia Invisível e fundei o CIBiogás. Ajudei ainda a fundar a ABiogás - Associação Brasileira de Biogás e Biometano em 2013.

2. Portal Energia e Biogás - Como surgiu a Bley Energias – Estratégias e Soluções?

Cícero Bley Jr - Aposentado aos 70 anos, fiquei muito pouco tempo sem fazer nada e por achar que ainda tinha o que contribuir resolvi fundar a Bley Energias, uma microempresa individual com foco em projetos e desenvolvimento tecnológico do Biogás.

3. Portal Energia e Biogás - Quais foram as principais motivações para empreender na área de biogás?

Cícero Bley Jr - Talvez por essa minha atração pela biologia com um viés de engenharia aplicada em geração de energias. Fui um curioso pelas diferenças e possibilidades da territorialidade e fascinado por energias, principalmente combustíveis. Na realidade, o biogás foi uma especialidade que eu acabei construindo, quase intuitivamente. Nos cursos que fiz, adquiri o ferramental para entender o funcionamento e gerir o biogás. Mas biogás mesmo foi algo que nasceu em mim sem uma motivação racional. Pura paixão mesmo.

4. Portal Energia e Biogás - Quais são os desafios para desenvolvimento de um startup na área de biogás, no Brasil?

Cícero Bley Jr - Fiz a primeira incubação como startup em 2018, na Aceleradora da Federação das Indústrias PR, aos 73 anos. Para me reciclar e poder atuar melhor no mercado. Conheci as modernas soluções de inovação. Como o design thinking, business model canvas, lean company, agile proceedings, etc. Graduei ali depois de um ano e iniciei uma nova incubação na Incubadora do TECPAR onde fui buscar o conhecimento específico sobre os biocombustíveis. Finalmente, em agosto de 2021 participei de um edital de inovação aberta do BIOPARK em Toledo, com 110 concorrentes, classificamos em 15 e graduamos em 7 microempresas. Ali no BIOPARK realmente consegui colocar em prática a cultura da inovação em função do biogás. Graduei ali após 6 meses incubado e fui convidado a permanecer como empresa residente.
A dificuldade maior, além da convivência com a juventude nerd, foi encarar as trilhas de capacitação tendo aulas a noite. Não foi fácil fazer esta reciclagem de mim mesmo.

5. Portal Energia e Biogás - Em qual segmento de startups a Bley Energias se enquadra: é uma Enertech, Cleantech ou outra?

Cícero Bley Jr - É uma agritech/cleantech. Já que é focada exclusivamente em biogás e derivados como fontes de energias elétrica, térmica e combustível, obtidas a partir da biodigestão de resíduos e dejetos agropecuários.

6. Portal Energia e Biogás – Nesse momento, a Bley Energias está inserida em algum incubadora de empresas, aceleradora ou hub de inovação?

Cícero Bley Jr - Sim. Está agora como startup residente no BIOPARK em Toledo. Por um ano convivendo com um ambiente absolutamente inovador e que para o qual, depois de quase um ano incubado ali,  "não dá para ficar imune", como canta a Rita Lee em Lança Perfume. O BIOPARK é ecossistema de pura inovação..

7. Portal Energia e Biogás - Quais os serviços que esse ambiente disponibiliza para apoiar o desenvolvimento e estruturação da startup?

Cícero Bley Jr - Primeiro, o BIOPARK está sendo implantado a 30 km de Toledo – PR, sobre um campo até então semeado com soja. Só que no lugar das plantas, como seria normal, você vê nascerem prédios e desses brotarem ciência e tecnologia. Um condomínio industrial, com três universidades, laboratórios de biociências, uma escola de empreendedorismo e outros. E tudo isso, tudo com investimentos particulares da família Donaduzzi, que sustenta a ideia do BIOPARK.

8. Portal Energia e Biogás - A Bley Energias está em qual fase de desenvolvimento de startup (ideação, produto ou MVP, tração e escala)?

Cícero Bley Jr - Como residente no BIOPARK já atuamos no mercado com soluções técnicas desenvolvidas em níveis TRL 8¹ ou TRL 9², como a Microrefinaria de Biogás para produção de biometano 96,5% de pureza. A Usina Modular de Biogás e mais recentemente como a prototipagem do projeto Rota Seca para biodigestão de cama de aviários que estamos desenvolvendo em parceria com a empresa Terra Bioenergia, instalado em Toledo. Também inovamos na prestação de serviços, quando desenvolvemos o método EPC para gestão completa de processos com biogás que oferecemos aos nossos clientes.

Foto: Divulgação/ Bley Energias

¹ TRL 8 – A tecnologia foi testada e qualificada para o ambiente real, estando pronta para ser implementada em um sistema ou tecnologia já existente.
² TRL 9 – A tecnologia está comprovada em ambiente operacional (fabricação competitiva no caso das principais tecnologias facilitadoras) uma vez que já foi testada, validada e comprovada em todas as condições, com seu uso em todo seu alcance e quantidade. Produção estabelecida. 
Obs.: Conceitos de TRL - Nível de Maturidade Tecnológica (Technology Readiness Level). Fonte: De acordo com Mankins (1995), conforme citado por UNIVASF (2021).

9. Portal Energia e Biogás - A Bley Energias irá atuar em quais modelos de negócios B2B, B2C, outros?

Cícero Bley Jr - O EPC (Engineering Procurement and Construction) é um método que se enquadra no modelo B2B3 e B2B2C4. Leva ao cliente potencial produtor de biogás a proposta de integrar as soluções que formam o processo de produção do biogás e oferece o gerenciamento completo delas do começo na formação do substrato, até a venda da energia gerada. Aposta em soluções compartilhadas, cooperativas reguladas por políticas públicas.

3 B2B — Business to Business: Empresas que vendem soluções a outras organizações, que podem ou não as repassar ao consumidor final.
4 B2B2C — Business to Business to Consumer: Agrupamento das relações B2B e B2C dá origem à negociação B2B2C, que é a transação entre empresas visando uma venda para o cliente final. 

10. Portal Energia e Biogás - Fale sobre o portfólio de projetos desenvolvidos (produtos e serviços) pela Bley Energias:

Cícero Bley Jr - Nosso maior empenho é em desenvolvimento de produtos e serviços. Evitando como integradora os riscos inerentes a negócios complexos como é a geração de energia por meios biológicos, tal como o biogás. Seis ou sete fornecedores são necessários para implantar um processo produtivo de biogás.

Articular esses fornecedores para um trabalho conjunto e entregas coordenadas é uma tarefa bastante trabalhosa, que muitas vezes escapa do controle do produtor rural, que já é super ocupado com a gestão da produção animal. O EPCista então assume as responsabilidades da execução, coordenando as obras e até a venda das energias geradas e prestando contas ao produtor contratante.

11. Portal Energia e Biogás - A Bley Energias já participou de alguma rodada para captação de investimentos para acelerar o crescimento do negócio?

Cícero Bley Jr - Já sim. Mas não chegamos a concretizar. Isso porque ideias nascentes complexas obtém avaliações muito aquém do que os investidores se propõem a aplicar. É preciso colocá-las em pé para sensibilizar o bolso dos investidores.

12. Portal Energia e Biogás - Há disponibilidade de fomento para pesquisa, desenvolvimento e inovação em empresas na área de biogás?

Cícero Bley Jr - Há, porém não tão frequentes quanto ao fomento para o desenvolvimento de software. Por se tratar de soluções de hardware, exigem maiores investimentos e as demandas são mais específicas. Agora com o Novo Marco Legal do Gás Natural no Brasil, que considera biometano intercambiável com o gás natural provavelmente tenhamos mais chamadas para inovação aberta, tanto porque o biometano pode "esverdear" as energias geradas a gás, quanto pelo fato de que o biometano é precursor do gás natural, no interior do estado.

13. Portal Energia e Biogás - Qual é a importância do desenvolvimento de parcerias estratégicas para estruturação da Bley Energias?

Cícero Bley Jr - Importantíssima a existência de parcerias neste mercado. Sem elas, não ficaríamos em pé. Posso dizer que cruzamos o famoso “Vale da Morte” onde sucumbem 80% das startups em média no segundo ano de vida, porque tivemos parcerias PJ/PJ, dividimos sonhos e fracassos, custos e responsabilidades e sobrevivemos juntos, solidariamente.

14. Portal Energia e Biogás - Quantos colaboradores possui a Bley Energias? Qual é o perfil do colaborador que Bley Energias tem interesse em atrair?

Cícero Bley Jr - Somos em 5 colaboradores, incluindo eu. O perfil comum é o do maluco, do apaixonado pelos desafios que o biogás proporciona.

15. Portal Energia e Biogás - Sobre o "Microposto para Biometano", quais foram os principais desafios para o desenvolvimento do produto?

Cícero Bley Jr - O principal desafio foi “pensar grande, começar pequeno, mas andar rápido” como me ensinou um amigo querido. O microposto na verdade refina o biogás, separa seus componentes gasosos, seca e limpa o biometano para ser usado como combustível. Isto até então era coisa de grande escala. Qualquer peça que precisávamos tinha que ser usinada, pois o mercado só atende os projetos em grande escala. Um compressor blindado de 8 bar de pressão para dar entrada do biogás no sistema de refino, simplesmente teve que ser totalmente feito, pois não existia no mercado brasileiro.

O biogás tem sua produção descentralizada e não tem sentido logístico centralizá-lo para daí produzi-lo. É fundamental produzir energias descentralizadas e para isso, em pequena escala. Como vivemos no paradigma da grande escala, isto torna-se um enorme desafio para o biogás e ao mesmo tempo uma grande oportunidade para o empreendedor industrial e de serviços.

Foto: Microposto para Biometano. Divulgação/ Bley Energias

16. Portal Energia e Biogás - O "Microposto para Biometano" já está disponível no mercado?

Cícero Bley Jr - Sim está disponível. Mas o mercado ainda não o descobriu.

O que será do trator a gás da New Holland, ou do caminhão a gás da Scania sem acesso ao biometano padrão ANP8/15?

17. Portal Energia e Biogás - Qual produção mínima de biogás (volume e percentual de metano) para viabilizar a instalação do Microposto para Biometano?

Cícero Bley Jr - O Microposto é programado para refinar vazão de biogás em 10 Nm³/hora, produzindo algo em torno de 6 Nm³/hora de biometano.

18. Portal Energia e Biogás - Fale sobre o atual momento do Brasil para o desenvolvimento de uma empresa, estamos em um bom momento para negócios na área de biogás?

Cícero Bley Jr - O momento é crítico. Um momento para sobreviver, não para viver. A pandemia deixou sequelas na economia e o País parece que perdeu o seu rumo. Ao mesmo tempo a crise da energia, dos combustíveis e dos fertilizantes gera oportunidades para o biogás e é nisso que estamos apostando. Não é possível que a sociedade brasileira continue a preferir os combustíveis derivados do petróleo, ignorando os benefícios dos biocombustíveis. Nestes somos o primeiro mundo, com o etanol, o biodiesel e o biogás.

19. Portal Energia e Biogás - Quais as condições precisam ser criadas para que haja expansão do mercado de biogás no Brasil?

Cícero Bley Jr - Uma solução seria o Brasil separar a gestão dos biocombustíveis, da gestão dos derivados do petróleo, para podermos usufruir a pleno a capacidade de produzirmos biocombustíveis. Desindexados do solar e do Brent. Produzidos em reais e consumidos em reais. Sem depender de ninguém.

Por outro lado, neste exato momento os biocombustíveis encontram-se marginalizados. O biogás brasileiro está também doente. Recentemente um relatório financeiro do Governo do Paraná, Programa Renova Paraná, informou que em 7 meses de operação, foram já aplicados R$ 300 milhões em 1.800 projetos de renováveis. Desses, menos de 10 projetos foram para biogás. O resto, foi aplicado em geração solar. Isto é um dado, não uma opinião. Reflete bem que o biogás não inspira confiança ao mercado. Nem com dinheiro incentivado os produtores querem implantar projetos de biogás. Isto se deve a vários fatores, como o abandono da falta de assistência técnica pós-venda, da falta de cuidado com a qualidade do biogás produzido, da falta de informações e capacitação dos produtores e ainda a falta de dimensão econômica que garanta retorno sobre os investimentos.

20. Portal Energia e Biogás - Na sua opinião, o Brasil possibilita ambientes para desenvolvimento de startups que atuam com base tecnológica?

Cícero Bley Jr - Anuncia-se que sim. Publica-se algo como a Lei Complementar 182/21, que é considerado o Marco Legal das Startups no Brasil. Agora, procure um modelo de contrato de startup por empresas privadas e veja se encontra. Nada. Tudo por fazer. Estamos muito longe de ambientes verdadeiramente voltados para inovação, como o da Alemanha por exemplo.

21. Portal Energia e Biogás - Como a Bley Energias vê o mercado de biogás no Brasil para os próximos 5 anos?

Cícero Bley Jr - Se conseguirmos escapar do domínio econômico atual sobre o mercado dos combustíveis, que controla os preços e a competitividade da energia e dos combustíveis no Brasil impondo energias fósseis ainda que em franca decadência, é possível que tenhamos cada vez mais a participação do biogás na matriz energética brasileira.

A Europa que optou pelo gás natural da Rússia para sair da dependência nuclear, deve acordar e perceber que também tem grande potencial energético com biogás. O efeito da guerra mudará a economia e nela as questões das energia e dos combustíveis ganharão outros contornos. Quem sabe se alguns anos depois, como é de praxe, o Brasil também acorde.

Sobre a Bley Energias

Endereço: Condomínio Industrial, Bloco I - BIOPARK - Toledo / PR

Site: em desenvolvimento.

E-mail para contato: [email protected]

Telefone: (41) 99972-1423

AGRADECIMENTOS

O Portal Energia e Biogás agradece ao Cícero Bley Jr e a toda equipe da Bley Energias pelas valorosas contribuições para desenvolvimento dessa reportagem.

Aguarde!

Em breve novos episódios da série com destaque para novas Startups que atuam no mercado de biogás em diferentes regiões do Brasil.

Quer destacar a sua startup no Portal Energia e Biogás, entre em contato com nossa equipe de redação: [email protected]

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?




Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás ®.