Pesquisadores analisam o potencial do RSU de SP

Pesquisadores da UFABC realizam avaliação da geração de energia elétrica a partir dos resíduos sólidos dos aterros sanitários de SP.

Pesquisadores analisam o potencial do RSU de SP

Pesquisadores da UFABC analisam o potencial energético do RSU em São Paulo

Grupo de pesquisadores da UFABC realizou uma avaliação das tecnologias de geração de energia a partir dos resíduos sólidos urbanos (RSU), aplicadas aos aterros sanitários do Estado de São Paulo.

O trabalho foi aceito em uma publicação classificada pela Capes como A1, os resultados identificaram um potencial de geração de energia elétrica a partir do RSU, suficiente para atender 21,07% da demanda residencial e 6,34% da demanda total do Estado de São Paulo.

Os pesquisadores da UFABC atuaram no Projeto Estratégico: “Arranjos técnicos e comerciais para inserção da geração de energia elétrica a partir de biogás oriundo de resíduos e efluentes líquidos na matriz energética brasileira” - Chamada Nº 014/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL. Projeto de pesquisa coordenado pelo professor Gilberto Martins, com suporte financeiro da Petrobras.

O Grupo analisou as principais tecnologias de recuperação energética do RSU, como: incineração, gaseificação, plantas de digestão anaeróbia e processos de captação do biogás de aterros. Também foram avaliadas configurações arranjos híbridos mesclando tecnologias diferentes: incineração + plantas de digestão anaeróbia e gaseificação + plantas de digestão anaeróbia. As avaliações consideraram a implantação, em escala comercial, de unidades nos aterros sanitários que estão em operação no estado de São Paulo.

O estudo pode contribuir para que gestores de aterros e agentes públicos possam direcionar políticas públicas que proporcionem a implantação de tecnologias para recuperação energética dos resíduos, nos principais aterros administrados por consórcios municipais, contribuindo para geração de energia limpa.

Referencia

DALMO, F. C. et al. Energy recovery overview of municipal solid waste in São Paulo State, Brazil. Journal of Cleaner Production, v. 212, p. 461-474, 2019. https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2018.12.016

Para acessar o estudo completo no Journal of Cleaner Production, clique aqui.