Método inovador possibilita maior rendimento na produção de biogás a partir de grãos usados em cervejaria

Pesquisadores da Unicamp e WPI avaliaram o rendimento da produção de biogás a partir de grãos utilizados em cervejaria. O novo método possibilita um ganho na produção de biogás, contribuindo processo de descarbonização na produção de cervejas.

Método inovador possibilita maior rendimento na produção de biogás a partir de grãos usados em cervejaria
Imagem ilustrativa: A beer dispenser. Artist:"spooky_kid" AND brand:BADPSfoNnvM. Fonte: https://www.canva.com/
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Divulgação Científica
Pesquisa

Método inovador possibilita maior rendimento na produção de biogás a partir de grãos usados em cervejaria

Pesquisadores da Unicamp e WPI avaliaram o rendimento da produção de biogás a partir de grãos utilizados em cervejaria. O novo método possibilita um ganho na produção de biogás, contribuindo processo de descarbonização na produção de cervejas.

O artigo com título original "Ultrasonic pretreatment of brewers’ spent grains for anaerobic digestion:
Biogas production for a sustainable industrial development
" foi aceito no "Journal of Cleaner Production, e será publicado no Volume 355, edição de junho 2022, 131802" pelos autores:

  • Luz Selene Buller a
  • William Gustavo Sganzerla a
  • Michele Nunes Lima a
  • Kerry E. Muenchow b
  • Michael T. Timko b
  • Tânia Forster-Carneiro a

Integrantes das respectivas instituições:

a School of Food Engineering, University of Campinas (UNICAMP), Rua Monteiro Lobato, n.80, 13083-862, Campinas, SP, Brazil

b Department of Chemical Engineering. Worcester Polytechnic Institute (WPI). 100 Institute Road, Goddard Hall 123, Worcester, MA, USA


Principais destaques do artigo

  1. O pré-tratamento ultrassônico (US) aumenta o rendimento de biogás na digestão anaeróbica (DA) de grãos usados em cervejaria (BSG).

  2. O teor de metano atingiu 56% na composição do biogás para pré-tratamento ultrassônico (US).

  3. O biogás gerado a partir da digestão anaeróbica (DA) com/sem pré-tratamento ultrassônico (US) pode produzir energia elétrica e calor a partir da queima de biogás.

  4. A produção de calor é suficiente para suprir uma cervejaria com excedente de energia para outros usos.

  5. A digestão anaeróbica (DA) produz energia verde e contribui para o desenvolvimento de uma cervejaria de baixo carbono.

 

Resumo Gráfico

Fonte: https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2022.131802

Resumo

Os grãos usados ​​em cervejaria (BSG) representam 85% da matéria-prima seca utilizada no processo de fabricação de cerveja. O pré-tratamento do BSG pode tornar seu conteúdo orgânico mais passível de digestão anaeróbica (DA), mas à custo de energia adicional.

Este trabalho avaliou pré-tratamento ultrassônico (US) em BSG como um possibilidade de pré-tratamento antes do processo de digestão anaeróbica (DA).

Quando somados, pré-tratamento ultrassônico (US) + digestão anaeróbica (DA) produziu biogás com 56% de metano, que é um resultado 27% maior do que o resultado obtido no reator de controle que não recebeu pré-tratamento ultrassônico (US). 

O pré-tratamento ultrassônico (US) aumentou o rendimento de metano (107,28 L CH4 kg−1 TVS) em 4 vezes maior quando comparado com o reator de de digestão anaeróbica (DA) sem pré-tratamento ultrassônico (US) (26,72 L CH4 kg−1 TVS). 

As rotas de recuperação de energia da "DA" e "US + DA" foram avaliadas para: 

(i) recuperação de energia elétrica e térmica, e 
(ii) produção de biometano para uso veicular. 

O sistema "US + DA" poderia gerar 0,23 MWh t−1 BSG de energia elétrica e 1,2 × 103   MJ t−1 BSG de energia térmica. 

A digestão anaeróbica (DA) sem o pré-tratamento ultrassônico (US) gera 0,15 MWh t−1 BSG de energia elétrica e 0,79 × 103  MJ t−1 BSG de energia térmica. 

A energia necessária para o pré-tratamento ultrassônico (US) foi estimada em 0,29 MWh t−1 , enquanto a geração teórica de energia elétrica foi de 0,23 MWh t−1

Assim, o pré-tratamento ultrassônico (US) gera energia elétrica suficiente para compensar a maior parte da energia que consome, com coprodução líquida de energia térmica para uso no local e com excedente de calor adicional. 

Do ponto de vista ambiental, o processo de digestão anaeróbica (DA) evita potencialmente emissões de gases de efeito estufa de 0,056 tCO2eq t−1 BSG, e o processo "US + DA" poderia evitar 0,083 tCO2eq t−1 BSG se a energia térmica do biogás for usada para compensar o uso de gás natural para aquecimento. 

Finalmente, o processo de digestão anaeróbica (DA) produz energia verde que contribui para a descarbonização da cervejaria, e o pré-tratamento ultrassônico (US) combinado com digestão anaeróbica (DA) promete atender a todas as necessidades de energia térmica de uma cervejaria de baixo carbono.

Acesso ao artigo

Download do artigo completo, sem custo (acesso pelos próximos 50 dias

Referência Bibliográfica

BULLER, Luz Selene et al. Ultrasonic pretreatment of brewers’ spent grains for anaerobic digestion: Biogas production for a sustainable industrial development. Journal of Cleaner Production, p. 131802, 2022. DOI: 10.1016/j.jclepro.2022.131802.

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?




Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás ®.