Biogás gera economia na indústria de fécula paranaense

O biogás na indústria de fécula é uma medida estratégica para a redução de custos de produção e para proporcionar economia.

Biogás gera economia na indústria de fécula paranaense
Indústria da fécula de mandioca. Fonte: www.aen.pr.gov.br
Clipping
Agência de Notícias do Paraná
Indústria paranaense produz 70% da fécula de mandioca do País

Resumo

A matéria da Agência de Notícias do Paraná destaca o potencial paraense de produção de fécula de mandioca. Atualmente o Estado do Paraná é responsável por produzir 70% da fécula do Brasil.

Na matéria um dos destaques é o potencial de produção de energia, do setor, a partir do aproveitamento energético dos resíduos.

Os resíduos gerados nas fecularias tem pontencial significtivo para produção de biogás, o que contribui diretamente com a autossificiência energética. A produção de biogás proporciona a redução dos custos de produção na indústria e gera economia. 

 

 

"ECONOMIA – Uma das principais vantagens da indústria de fécula e farinha de mandioca é a autossuficiência. Quando a raiz chega da lavoura, passa por uma série de lavagens, perde a casca e está pronta para começar a ser processada. A água da lavagem e a casca da raiz vão para a produção de biogás, que é usado como combustível nas caldeiras das indústrias, reduzindo drasticamente o consumo de energia elétrica."

Par ler a matéria completa acesse o link abaixo.




Fonte: Agêncoa de Notícias do Paraná

Publicado em: 08 de dezembro de 2020.

Esta notícia não é de autoria do Portal Energia e Biogás, desta forma, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original. Para acessar a notícia completa em seu veículo original, clique aqui.