Carta para Fortalecer Programa de Biogás e Biometano no Paraná

Compromisso Firmado no Show Rural Coopavel 2024 impulsiona o Biogás e Biometano no Meio Rural.

Carta para Fortalecer Programa de Biogás e Biometano no Paraná
Governo do Paraná reforça compromisso com ampliação do uso do biogás e biometano. Foto/Autor: Patryck Madeira/SEDEST. Divulgação. AEN PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil
Show Rural Coopavel 2024

Paraná Assina Carta para Fortalecer Programa de Biogás e Biometano

Compromisso Firmado no Show Rural Coopavel impulsiona o Biogás e Biometano no Meio Rural.

Durante o Show Rural Coopavel 2024, nesta terça-feira (6 de fevereiro), o governador Carlos Massa Ratinho Junior, juntamente com representantes do poder público estadual, federal e municipal, e entidades do setor produtivo paranaense, assinaram uma carta conjunta com objetivo de ampliar o uso do biogás e biometano nas áreas rurais do estado do Paraná.

Essa iniciativa, que visa fortalecer o Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR), é crucial para impulsionar a autossuficiência energética no campo. Em um período de apenas 30 meses, cerca de 7,5 mil produtores rurais já aderiram ao RenovaPR, aproveitando os benefícios econômicos e ambientais da geração própria de energia, incluindo projetos de biogás e energia solar.

O compromisso assumido durante o evento inclui a defesa da ampliação de financiamentos e subsídios para a instalação de usinas de biogás, bem como o estímulo ao uso mais extenso do biometano. Este último, uma forma purificada de biogás, pode substituir combustíveis automotivos tradicionais, lenha e GLP com menor impacto ambiental.

Com o apoio de diversas entidades e autoridades, o Paraná está dando passos significativos rumo a uma matriz energética mais sustentável e diversificada. Essa ação não apenas ressalta o compromisso do estado com a preservação ambiental, mas também destaca seu potencial para liderar o caminho na adoção de energias renováveis no meio rural.

Confira a Carta na integra:

CARTA MANIFESTO DO BIOGÁS E BIOMETANO –

Carta pública divulgada no Show Rural 2024 – Cascavel - PR, Fevereiro de 2024

Por meio desta Carta Manifesto, nós, representantes das instituições signatárias, cientes e sensibilizados pela necessidade que a agricultura e a agroindústria do Paraná possuem de promover a descarbonização dos processos produtivos, evitando destinações e emissões indesejadas ao meio ambiente e a promoção da defesa de nossos recursos naturais - água, solo e ar, declaramos apoio às iniciativas do Governo do Estado do Paraná por meio do Programa RenovaPR para operar os nossos sistemas de produção com sustentabilidade, especialmente adotando métodos e processos que auxiliem na redução de emissões de gases poluentes na atmosfera. Nosso compromisso comum é pela adoção de práticas que sensibilizem e estimulem o tratamento de dejetos e resíduos impactantes ao ambiente nas unidades produtivas rurais e agroindustriais com a implantação de sistemas de biodigestão de resíduos orgânicos, usando seus produtos – o biogás e o biometano – tanto como energia térmica em substituição à lenha, cavaco e ao GLP, como energia elétrica e combustível automotivo, especialmente com seu uso na mobilidade diária de cargas por nossas frotas.

O fato de que o metano é 21 vezes mais poluente que o gás carbônico - CO2, principal gás causador do efeito estufa, ressalta a necessidade de todos contribuírem com ações para sua redução, principalmente daquelas originadas em dejetos animais sem tratamento adequado e das emissões de veículos automotores carros, caminhões e ônibus – que utilizam combustíveis derivados de petróleo, em especial os movidos a diesel. Como referências consideramos os sinais emanados da COP 28 de Dubai/2023, acordos e convenções internacionais da Organização das Nações Unidas dos quais o Brasil é signatário, especialmente as recomendações de fortalecimento dos princípios da sustentabilidade, da economia circular, da transição energética e os esforços necessários para o cumprimento das Metas de Redução de Emissões de Metano até 2030.

Nesse sentido, entendemos que a adoção desses procedimentos sustentáveis trarão benefícios aos nossos produtos e às nossas cadeias produtivas, valorizando os alimentos que aqui produzimos, especialmente a imagem da Produção Paranaense de Proteína Animal, caracterizada pela intensa mobilidade de cargas e pessoas normalmente realizadas por frotas dedicadas, transportes realizados diariamente em trajetos curtos e recorrentes, como as operações de coletas de leite, aves, suínos e ovos, bem como nas entregas de rações, insumos e medicamentos. Esse raciocínio também é válido para frotas de transporte de trabalhadores, do transporte púbico de passageiros, do transporte escolar e veículos de serviço.

Além de alcançarmos resultados efetivos na descarbonização, buscaremos impactos econômicos positivos para o setor e consequentemente para a economia paranaense, inserindo combustíveis renováveis em nossa matriz energética, constituindo-se uma referência em economia circular que fortalecerá a economia do Paraná, possibilitando renda adicional aos nossos produtores e instituições.

Para viabilizar e implementar ações com a celeridade necessária, tornam-se fundamentais as políticas públicas de fomento e incentivos, como o desenvolvimento de infraestrutura de apoio pelas Prefeituras Municipais, a concessão de subvenções de taxas de juros e a aplicação de isenções e utilização de créditos tributários pelo Governo do Estado, a parceria com a Compagás para a constituição de um mercado de biometano com produtores e indústrias paranaenses, e linhas decrédito incentivadas pelo BNDES e pelo Governo Federal de forma continuada e em volumes compatíveis com a demanda.

Por esses conteúdos, assinamos e recomendamos.

Assinam os Srs.

Carlos Massa Ratinho Júnior – Governador do Estado,

Luciana Costa - Diretora de Infraestrutura, Transição Energética e Mudança Climática do BNDES

Silvia Maria Fonseca Silveira Massruhá – Presidente da EMBRAPA

Dilvo Grolli – Pres da Coopavel e do Show Rural Coopavel,

Beto Lunitti – Pres da AMOP e Prefeito de Toledo,

Leonaldo Paranhos - Prefeito de Cascavel,

José Roberto Ricken - Pres do Sistema OCEPAR,

Ágide Meneguette – Pres do Sistema FAEP/SENAR,

Edson Vasconcelos – Pres do Sistema FIEP,

Alexandre Leal dos Santos – Pres da FETAEP,

Rafael Gonzalez – Pres do CIBIOGAS,

Norberto Ortigara - Secretário da SEAB,

Guto Silva – Secretário da SEPL,

Valdemar Bernardo Jorge – Secretário da SEDEST,

Natalino Avance de Souza – Presidente do IDR Paraná,

Renata Isfer – Presidente da ABIOGÁS,

Rafael Lamastra - Presidente da Compagas,

Ramiro Wahrhaftig - Presidente da Fundação Araucária,

Victor Donaduzzi - Presidente do Biopark,

Herlon Goelzer de Almeida – Coordenador do RenovaPR.

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?



Copyright © 2018 - 2024 Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás®.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.