Congresso Ecoenergy - segundo dia destaca fontes de energias renováveis

No segundo dia do Congresso Ecoenergy ocorreram apresentações sobre projetos híbridos e novas tecnologias de armazenamento, com alguns dos destaques referentes as perspectivas de geração de energia e as possibilidades de novos negócios.

Congresso Ecoenergy - segundo dia destaca fontes de energias renováveis
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil
Ecoenergy 2022 - Feira e Congresso

Para compensar custos, projetos de energia solar ganham em escala e apostam em novas tecnologias

Segundo dia do Congresso Ecoenergy destacou-se com painéis nas áreas de energia eólica, energia solar, armazenamento de energia e hidroelétrica .

O segundo dia do Congresso Ecoenergy -- Feira Internacional de Tecnologias Limpas e Renováveis para a Geração de Energia -- contou com um painel dedicado a projetos de energia solar, dos desafios enfrentados às inovações oferecidas. Os participantes destacaram que, apesar do difícil contexto macroeconômico atual, boas iniciativas no setor seguem prosperando.

Gestor de usinas solares da WEG, Rafael Gabriel afirmou que a alta da inflação e dos juros provocou drástico aumento de custos de implantação de projetos. Mesmo assim, hoje, a energia solar já iguala ou mesmo supera as fontes hídricas e térmicas em termos de competitividade. "Como as companhias têm mantido a viabilidade dos projetos? Elevando sua escala e tomando proveito das vantagens tributárias de que a energia solar dispõe", disse.
 

Cesar Augusto Marcos, CEO Domínio Solar, exibiu diversos cases de sucesso durante sua apresentação, todos recentes e com propósitos distintos. Entre os segredos mencionados, a aplicação de tecnologia avançada e a otimização do tempo -- inclusive com investimento superior para reduzir o prazo dos projetos. A busca incessante por eficiência foi enfatizada.
 

Por fim, Benhur Possatto, engenheiro de performance solar da Elera Renováveis, falou especificamente acerca do Complexo Solar Alex, que entrou em operação comercial em setembro do ano passado e que tem área equivalente a 40 estádios do Maracanã. Possatto abordou diferentes formas de monitoramento da planta, com indicadores-chave (KPIs) de geração e manutenção. Como perspectivas futuras, previu que drones e robôs, em breve, deverão realizar as inspeções mais difíceis de serem executadas.
 

Projetos híbridos e novas tecnologias de armazenamento otimizam e flexibilizam geração de energia

 

A emergência climática e o conflito entre Rússia e Ucrânia, que evidenciou a dependência de muitos países por combustíveis fósseis, aceleraram investimentos em fontes renováveis de energia. Sob esse pano de fundo, o Congresso Ecoenergy colocou em debate novas tecnologias de armazenamento e sua conexão com projetos híbridos de geração.
 

Diretor Adjunto da Tecnatom do Brasil, Antonio Ramiro Barroso foi o primeiro a falar. Ele destacou que a hibridação das plantas de energia propicia diversos benefícios: otimiza a produção, aproveita a complementaridade de fontes distintas, e agiliza a adaptação a novos mercados e demandas.
 

"Novas tecnologias de armazenamento tornam bem mais fácil a integração das fontes renováveis ao sistema elétrico", disse Barroso. "Uma estratégia com grande aplicabilidade é guardar o excedente de energia -- que supera o que está estipulado em contrato -- em baterias e utilizá-la para produzir hidrogênio verde, ajudando na descarbonização do transporte, do agronegócio e da indústria".
 

Gabriel Rocha, renewable energy lead da Worley, por sua vez, chamou a atenção para hidrelétricas reversíveis, modelo já presente em outros países e cujo potencial no Brasil, se amplamente adotado, é enorme. Segundo ele, a novidade nessa tecnologia são os circuitos fechados, que não dependem de rios para funcionar, reduzindo o impacto ambiental.
 

"Há obstáculos, claro, como alto custo de desenvolvimento, incerteza regulatória e desconhecimento de investidores. Mas suas vantagens, como a grande escala e a longa vida útil, podem ser incrivelmente úteis para um país como o nosso, com grande população e alta demanda por energia".
 

Soluções em painéis fotovoltaicos
 

A Inox-Par expõe na Econergy 2022 seu portfólio de soluções para painéis fotovoltaicos, desde hastes e ganchos, que contemplam estruturas em alumínio e em aço. A empresa dispõe de um parque fabril, com sede em Guarulhos (SP), equipado com maquinário de última geração e equipes especializadas para desenvolver projetos sob medida para clientes de diferentes segmentos do mercado. "A feira nos dá uma oportunidade de estar ao lado de grandes marcas, compartilhar conhecimento e prospectar novos clientes", afirma Bruno Cardozo, gerente de vendas da empresa.
 

Fita isolante detecta vazamento de hidrogênio
 

Dentre as novidades que a Nitto apresenta aos visitantes na Ecoenergy 2022, destaca-se a fita de detecção de vazamento de hidrogênio, produto que tem como diferencial mudar de cor quando entra em contato com o gás, trazendo mais segurança para a empresa e, consequentemente, evitando acidentes. O produto foi desenvolvido para atender o setor de manutenção de indústria ou geradoras de energia. "Grandes companhias já utilizam a fita de detecção. Nosso objetivo no evento é ampliar a base de clientes", diz Isabelle Costa, engenheira de aplicação da empresa.
 

No estande da marca, também estão sendo demonstradas as fitas isolantes de PTFE, utilizadas para a vedação de roscas em tubulações nos setores de setor de manutenção industrial e automotiva. Segundo a Nitto, o produto apresenta melhor resistência e tempo de duração em comparação aos concorrentes.

Parceria Exclusiva: PORTAL ENERGIA E BIOGÁS x CONGRESSO ECOENERGY 2022

USE O CUPOM: PE&B10 e garanta agora mesmo a sua vaga no Congresso Ecoenergy!

QUERO USAR O MEU CUPOM

Não perca, dia 9 de junho - Painel Biogás e Biometano

Um dos destaque da programação de quinta-feira, 09 de junho será o Painel Biogás e Biometano - As Novas Apostas para o Mercado de Energia Limpa, com a presença confirmada dos painealistas:  

    • Rafael Gonzalez - Diretor Presidente, CIBiogás
    • Tamar Roitman - Gerente Executiva, ABiogás
    • Thiago Gonzalez - Partner & CTO, EnerDinBo

Confira os boletins completo sobre o Congresso Ecoenergy 2022

⇒ Cobertura do 1º dia (07/06/2022) - Setor energético passa por revolução para se tornar mais sustentável, flexível e eficiente

⇒ Preparativos - Organização da Ecoenergy 2022 está acelerada e gera grande expectativa no setor de energias renováveis

Informações

Ecoenergy -- Feira Internacional de Tecnologias Limpas e Renováveis para a Geração de Energia

Data: 7 a 9 de junho

Horário: das 13h às 20h

Local: São Paulo Expo

Endereço: Rod. dos Imigrantes, km 1,5 - Vila Água Funda, são Paulo - SP

 

Sobre a Fiera Milano Brasil 

A Fiera Milano Brasil, filial brasileira da Fiera Milano, um dos maiores players de feiras e congressos do mundo que a cada ano atraem aproximadamente 30 mil expositores e mais de cinco milhões de visitantes, tornou-se sócia majoritária da Cipa do Brasil em 2011, dando origem à Cipa Fiera Milano, e a partir de 2022 à Fiera Milano Brasil. No Brasil, são realizadas nove feiras que representam os mais diversos segmentos da economia, como segurança, energias limpas e renováveis, tubos e conexões, cabos, saúde no trabalho, tratamentos de superfície, esquadrias, tecnologias em reabilitação, inclusão e acessibilidade, entre outras. Entre as principais marcas do portfólio estão Exposec, Fisp, Fire Show, Fesqua, Ecoenergy, Reatech e Ebrats.

Informações para Imprensa: 2PRÓ Comunicação - Myrian Vallone | Teresa Silva | E-mail equipe: [email protected] | (11) 3030-9463

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?



Fonte: Fiera Milano Brasil. Publicado em: 8 de junho de 2022.

O Portal Energia e Biogás ® apoia a realização da 9ª Ecoenergy – Feira Internacional de Tecnologias Limpas e Renováveis.