Iniciativa Escolas +Verdes selecionará projetos para implantação de biodigestores em escolas públicas

O Ministério do Meio Ambiente, em parceria com o Ministério da Educação, lança Escolas +Verdes para estimular ações sustentáveis na educação. Investimento de até R$ 300 milhões será realizado em duas etapas, financiando projetos voltados para reciclagem, reuso e eficiência no uso da água e energias limpas.

Iniciativa Escolas +Verdes selecionará projetos para implantação de biodigestores em escolas públicas
Foto: Divulgação/ MMA. Créditos: Vosmar Rosa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Brasil
Políticas Públicas e Sustentabilidade

Iniciativa Escolas +Verdes selecionará projetos para implantação de biodigestores em escolas públicas

O Ministério do Meio Ambiente, em parceria com o Ministério da Educação, lança Escolas +Verdes para estimular ações sustentáveis na educação. Investimento de até R$ 300 milhões será realizado em duas etapas, financiando projetos voltados para reciclagem, reuso e eficiência no uso da água e energias limpas.

Escolas +Verdes, iniciativa que tem como objetivo promover a sustentabilidade nas escolas brasileiras, com um investimento inicial previsto em até R$ 300 milhões. A medida, realizada em parceria entre o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ministério da Educação (MEC), visa promover ações de cidadania e educação ambiental, como a separação e tratamento de resíduos, reciclagem, logística reversa, reúso e eficiência no uso de água, eficiência energética e energias renováveis. A portaria que regulamenta o Escolas +Verdes e define os critérios para os projetos foi assinada pelo ministro Joaquim Leite e contou com a presença dos ministros da Educação, Victor Godoy, e o Ministro da cidadania, Ronaldo Bento.

Segundo o ministro de Meio Ambiente Joaquim Leite, a instalação de biodigestores traz uma abordagem prática e eficiente para a educação ambiental.

“Iniciativas como esta despertam no aluno a preocupação em separar o lixo, em destinar corretamente o resíduo orgânico e o sólido. Essa é uma ação do governo que mostra como fazer educação ambiental de forma direta. Se conseguirmos colocar vários biodigestores nas escolas do país, vamos evitar lixo nas cidades, nos rios e evitar emissões de gás metano, por exemplo”, destacou o ministro Joaquim Leite.

O ministro da educação, Victor Godoy, destacou o fato de haver mais de 7.800 escolas sem acesso às redes de esgoto, a maioria delas na zona rural.

“Por isso é importante trabalhar a conscientização dos alunos, professores e da comunidade para o tratamento desses resíduos, que muitas vezes acabaria ali nos córregos, que são áreas importantes de preservação no país. Com isso, a gente começa a trabalhar, também, outros conteúdos pedagógicos. Os professores têm essa possibilidade de enriquecer a aula com uma abordagem mais prática”, reforçou o ministro Godoy.

A aquisição e implantação dos biodigestores em escolas públicas será financiada pelo Ministério do Meio Ambiente. O financiamento será feito a partir de recursos próprios ou provenientes de cooperação, acordos, ajustes e outros instrumentos celebrados pelo MMA com governos estrangeiros e organismos internacionais ou órgãos e entidades públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, com ou sem fins lucrativos.

“Esse é um programa voltado para a melhoria da qualidade de vida da população. Este é um programa voltado para a sustentabilidade e ao acesso global à saúde e à educação. É nisso que a gente acredita, é nesse propósito que nós vamos avançar para, cada vez mais, entregar para a população aquilo que ela merece, que é uma escola de qualidade, um meio ambiente protegido, promovendo a nossa cidadania plena”, disse o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento.

As iniciativas sustentáveis, como o biodigestor, abrem espaço para a interdisciplinaridade, pois permite que educadores nas áreas de biologia, matemática, química, física e ciências possam abordar os assuntos de forma prática com seus alunos.

O lançamento da iniciativa Escolas +Verdes ocorreu na última quarta-feira (14 de setembro de 2022) e teve como primeira medida concreta o lançamento de Edital, assinado na mesma data, que beneficiará mais de 200 escolas.

ESCOLAS +VERDES
Biodigestores

O que é?

A produção de biogás a partir de resíduos orgânicos é uma das medidas da iniciativa Escolas +Verdes, para promover a sustentabilidade nas escolas brasileiras.

O biodigestor é um equipamento que produz biogás e biofertilizante líquido a partir da digestão anaeróbia de resíduos orgânicos. Assim, nada é desperdiçado. As cascas de frutas e legumes, por exemplo, deixam de ir para o lixo comum e geram o biogás, que retorna para o fogão no preparo da merenda. O biofertilizante líquido pode ser utilizado em hortas, pomares e jardins da escola. O biodigestor também pode ser usado para o tratamento de esgoto sanitário. O biodigestor ainda cumpre um papel importante para despertar a educação e cidadania ambiental, e permite a conexão com matérias como ciências, química, física, matemática e biologia!

Como funciona?

O Ministério do Meio Ambiente ou parceiros financiarão a aquisição e a implantação de biodigestores em escolas. A medida visa incentivar a separação de lixo e o tratamento de resíduos orgânicos e esgoto sanitário com biodigestores, o que permite a produção de biogás, biometano e biofertilizantes e a redução de emissões de gases de efeito estufa, incluindo metano.

Financiamento

O financiamento ocorrerá a partir de recursos, reembolsáveis ou não reembolsáveis, próprios ou provenientes de cooperação, acordos, ajustes e outros instrumentos celebrados pelo Ministério do Meio Ambiente com governos estrangeiros e organismos internacionais ou órgãos ou entidades públicas e privadas, nacionais ou internacionais, com ou sem fins lucrativos.

É previsto investimento de até R$ 300 milhões em duas fases:

    • Na primeira fase, o foco será na instalação de biodigestores em escolas, com investimento de até R$ 100 milhões de reais;
    • A segunda fase contará com investimentos de até R$ 200 milhões e poderá abranger também outras medidas da iniciativa Escolas +Verdes.

Reconhecimento

As escolas públicas e privadas que implementarem biodigestores receberão o Selo Escola +Verde, um reconhecimento do Ministério do Meio Ambiente e um diferencial que estimulará a sustentabilidade dentro e fora da sala de aula!

Como participar?

Acompanhe os editais lançados pelo Ministério do Meio Ambiente ou parceiros:

Mais informações

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?



Fonte: ASCOM MMA. Publicado em: 14 de setembro de 2022.

Esta notícia não é de autoria do Portal Energia e Biogás, desta forma, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são da fonte especificada.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.