Ônibus GNV/Biometano, homologação em 2019

Ônibus GNV/Biometano, homologação em 2019

Ônibus movidos a GNV/Biometano, da Scania, terão homologação no início de 2019

A Scania prevê que a homologação do ônibus a GNV deve ser concluída no início de 2019. Segundo Eduardo Monteiro, responsável pelo desenvolvimento de mercado urbano da Scania no Brasil, após produzir e encarroçar os modelos, o processo já estará pronto. 

A fabricante trouxe o ônibus movido a GNV / biometano para apresentações em 2014. Desde então, o veículo já foi apresentado em diversos municípios brasileiros.

“Existe um processo de homologação que já está ocorrendo. Não basta a Scania, enquanto fabricante, garantir a qualidade. É preciso fazer essa avaliação em um instituto, como o Inmetro“, disse Monteiro.

No Brasil, a homologação de veículos passa por diversos órgãos, como o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e até mesmo o Ibama.

“Na Colômbia, a fabricante atestando, não precisa todo esse processo, por exemplo. Ainda assim, aqui no Brasil está em fase final de homologação. A previsão é para o início do ano que vem. É o tempo de a gente produzir os chassis e, quando estiverem encarroçados, a homologação já saiu”,finalizou o executivo.

Segundo Ciro Pastore, gerente de desenvolvimento do mercado de ônibus do segmento urbano da Scania, não há como adiar as necessidades ambientais. Desta forma, a fabricante decidiu oferecer diversas soluções sustentáveis de transporte com veículos pesados.

“Existem três pilares para o transporte sustentável: eficiência energética, combustíveis alternativos e eletrificação”, disse. “Como o elétrico acaba sendo inviável economicamente ainda, este caminho será trilhado passando pelo GNV.”

Fonte: Jessica Marques para o Diário do Transporte

Publicado em 10 de dezembro de 2018 por jessicabus

 

Esta notícia não é de autoria do Portal Energia e Biogás, desta forma, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são do veículo original. Para acessar a notícia em seu veículo original, clique aqui.