Usina híbrida Biogás/Solar beneficia empresas no Paraná com energia limpa

O uso de energias renováveis gera economia e grande contribuição ao meio ambiente. Empresas no Paraná têm abraçado essa causa e estão colhendo os benefícios.

Usina híbrida Biogás/Solar beneficia empresas no Paraná com energia limpa
Foto: Divulgação/Usina Enerdinbo
Notícias
Usina EnerDinBo

Empresas já se beneficiam de energia limpa gerada por usina híbrida de Ouro Verde do Oeste - PR

Em fase de testes, cooperativa já distribui para algumas empresas a energia produzida pela EnerDinBo

Assumir sua responsabilidade socioambiental é uma das contribuições que as empresas podem oferecer ao planeta. Pequenas atitudes somadas podem refletir em grandes transformações. O uso de energias limpas e renováveis, aquelas que não liberam na atmosfera gases poluentes causadores do efeito estufa, é uma das formas de colaborar. Na região Oeste do Paraná, empresários já estão despertando para essa realidade, mudando o tipo de energia consumida em seus negócios.
 
A EnerDinBo, usina híbrida de biogás e fotovoltaica localizada em Ouro Verde do Oeste - PR, traz contribuições que vão muito além de permitir que as luzes sejam acesas ou os eletrodomésticos funcionem: ela produz energia a partir da luz do sol e dos dejetos de suínos, um gritante passivo ambiental na região. A usina já deu início à produção, em outubro do ano passado, e o repasse às empresas interessadas está em fase de testes: uma cooperativa parceira compra a energia da usina e faz a distribuição.
 
O empresário da Dinamica Merchandising, Gilberto Lorenzi, acredita muito no poder que o homem tem de ajudar a natureza. Há tempos é um entusiasta das energias renováveis e, em sua casa, já conta com a energia solar há 5 anos. Recentemente, passou a usufruir da energia da usina durante esse período probatório. Ele aguarda os resultados financeiros nas próximas contas de luz, porém, já está contente em promover a consciência ambiental.

 Figura 1. Empresário da Dinamica Merchandising, Gilberto Lorenzi
Fonte: Contelle Assessoria de Comunicação

 

“O empresário tem como um de seus papéis ajudar a natureza. Temos tantas fontes de energia limpa, sendo assim, não precisamos degradar a natureza para realizar as nossas operações”, reflete.. 

 
A estimativa é de que o uso da energia híbrida possibilite o abatimento de uma conta de luz ao ano. Quem aderir à cooperativa não terá custo para que esse desconto seja efetuado. Só os dejetos de suínos são capazes de gerar hoje 1 megawatt/hora, o que é suficiente para abastecer cerca de 2.500 residências. A intenção é ampliar a produção para 2,5 megawatt/hora, para alcançar o equivalente a 6 mil residências.
 
Por enquanto, 12 empresas recebem a energia da EnerDinBo, por intermédio da cooperativa parceira.

“A energia chega através da rede de distribuição da Copel. A usina está ligada à rede da companhia e as empresas também, portanto, para distribuição utilizamos a mesma rede já existente”, explica Sérgio Ferreira de Lima, coordenador da cooperativa.


Encantado com a dimensão dos benefícios da usina híbrida, Gilberto destaca o quanto é importante olhar o entorno e fazer algo, mesmo que a ação pareça irrisória.

“É o nosso momento de fazer algo! Para quem entende que preservar a natureza é importante, esta é a grande oportunidade. Convido que mais empresários possam conhecer esse projeto e deixem o seu legado para as suas gerações futuras”, destaca Gilberto Lorenzi.

A usina

A EnerDinBo é a 1ª usina híbrida de biogás e energia fotovoltaica em grande escala do país. O triunfo do projeto é o uso de dois tipos de captação de energia: por placas solares fotovoltaicas e por biogás.

O biogás é gerado a partir de dejetos de suínos de 40 propriedades da região e que, até então, não tinham destinação adequada. Assim, a usina cumpre uma importante missão, transformando um passivo ambiental em energia limpa e renovável.

Gostou do assunto? Para saber mais acesse:


Fonte: Contelle Assessoria de Comunicação - Assessoria de Imprensa da Usina EnerDinBo, por Larissa Maler e Raquel Pratti
Publicado em: 09 de março de 2021.

Esta notícia não é de autoria do Portal Energia e Biogás, desta forma, os créditos e responsabilidades sobre o seu conteúdo são da Contelle Assessoria de Comunicação.