A hora do Biometano no Brasil

Lançamento de janeiro de 2024: O potencial do Mercado de Biometano no Brasil é tema de novo texto para discussão do BNDES.

A hora do Biometano no Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Dica de Livro
Publicações

Textos para discussão 159, A hora do biometano no Brasil

Dica de leitura: O potencial do Mercado de Biometano no Brasil é tema de novo texto para discussão do BNDES.

A dica de livro de hoje é a publicação "A hora do biometano no Brasil" dos autores:

→ Adriano Nunes Teixeira

→ Ricardo Cunha da Costa

→ André Pompeo do Amaral Mendes

→ Marco Aurélio Ramalho Rocio

A mais recente publicação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) intitulada "A hora do biometano no Brasil". Escrito por Cássio Adriano Nunes Teixeira, Ricardo Cunha da Costa, André Pompeo do Amaral Mendes e Marco Aurélio Ramalho Rocio, esse documento de 34 páginas, lançado em janeiro de 2024, explora a promissora paisagem da produção e utilização de biometano no Brasil e em todo o mundo.

O documento abrange aspectos cruciais, como tecnologia de produção, custos, regulamentação brasileira, oportunidades, barreiras e propostas para o desenvolvimento do mercado no Brasil. A tendência global de investir na produção de biometano, também conhecido como gás natural renovável (GNR), está ganhando impulso, desempenhando um papel fundamental na busca de emissões líquidas zero de gases de efeito estufa até 2050.

O biometano, gerado a partir de resíduos orgânicos - urbanos, industriais ou agrícolas - enfrenta três desafios contemporâneos:

  • Tratamento adequado de resíduos orgânicos.
  • Mitigação das emissões de metano provenientes da decomposição natural.
  • Produção de energia renovável alinhada com o conceito de economia circular.


O documento destaca que a competitividade do biometano depende de fatores externos, principalmente do preço do gás natural e da precificação de carbono associada à sua queima. Além disso, esforços para reduzir as emissões antropogênicas de metano desempenham um papel crucial em sua competitividade.

Com o Brasil tendo um potencial significativo na utilização de biomassa nos setores agropecuário, sucroalcooleiro e agroindustrial, assim como o momento de transição no setor de resíduos devido às novas regulamentações de saneamento, o biometano está prestes a se tornar uma fonte primária de energia nos próximos anos.

Explore a publicação completa e aprofunde-se sobre o nexo biogás, energia de biomassa, gases de efeito estufa, transição energética e economia circular. O documento está disponível no repositório digital do BNDES por meio deste link: Documento BNDES.

Amplie a discussão sobre energia sustentável e economia circular, compartilhando esta publicação! Juntos, podemos abrir caminho para um futuro mais verde e sustentável. 

Download da publicação

Referência Bibliográfica

TEIXEIRA, Cássio Adriano Nunes et al. A hora do biometano no Brasil. Rio de Janeiro: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, 2024. 34 p. (Textos para discussão; 159). Disponível em: Editora do BNDES

Resumo

O aproveitamento do biometano, também denominado gás natural renovável (GNR), é cada vez mais visto como essencial para o combate às emissões de gases de efeito estufa (GEE). Como resultado, observa-se, em várias partes do mundo, uma onda vigorosa de investimentos para seu aproveitamento. Esse movimento também é observado no Brasil, que detém um grande potencial de produção, de modo que é esperado que o país esteja entre os cinco maiores produtores nos próximos anos.

Boa Leitura!

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?

Portal Energia e Biogás ®. Todos os direitos reservados. Copyright © 2024.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.