Biogás nas Escolas ao Redor do Mundo

Tempo de leitura: aproximadamente 12m56s

Descubra como escolas ao redor do mundo estão transformando resíduos em energia através de projetos de biogás. Conheça iniciativas inovadoras que educam sobre sustentabilidade e energias renováveis, preparando uma nova geração para enfrentar desafios ambientais globais.

Biogás nas Escolas ao Redor do Mundo
Foto: Divulgação/ Canva PRO
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Sábados de Biogás & Educação
Biogás nas Escolas

Iniciativas de Biogás nas Escolas ao Redor do Mundo

Conheça Projetos Internacionais que Promovem Práticas Sustentáveis e Educam Estudantes sobre Energia Renovável e Gestão de Resíduos

Introdução

Estamos trazendo três exemplos internacionais de projetos de biogás na escola que destacam iniciativas educativas e práticas sustentáveis. A partir de pesquisa cuidadosa e curadoria, selecionamos histórias inspiradoras com alunos e projetos de biogás, com o objetivo de incentivar outras escolas a conhecer e replicar esses modelos. Esta série sobre biogás nas escolas visa não apenas informar, mas também inspirar a implementação de soluções ambientais em instituições de ensino no Brasil, promovendo um impacto positivo tanto localmente quanto globalmente.

⇒ Sintonize no Biogás: ouça episódios de podcast

Como o biogás tem despertado interesse nas escolas de outros países?

Diversas iniciativas ao redor do mundo estão utilizando a produção de biogás como uma ferramenta educativa para estudantes, promovendo a conscientização ambiental e práticas sustentáveis. Em diferentes países, projetos de biogás nas escolas têm mostrado ser uma forma eficaz de envolver alunos de todas as idades em atividades práticas de ciência e tecnologia, ao mesmo tempo em que ensinam sobre a importância da gestão de resíduos e da produção de energia renovável.

Essas iniciativas não apenas fornecem uma solução sustentável para o problema dos resíduos orgânicos, mas também criam um ambiente de aprendizado onde os estudantes podem ver em primeira mão como a ciência se aplica à vida real. Além disso, esses projetos incentivam os alunos a pensar criticamente sobre as questões ambientais e a desenvolver soluções inovadoras para os desafios que enfrentamos em termos de sustentabilidade.

Ao integrar a produção de biogás no currículo escolar, as escolas estão ajudando a formar uma nova geração de cidadãos conscientes e responsáveis, preparados para lidar com os problemas ambientais de hoje e de amanhã.

Sobre projetos de biogás em escolas, hoje vamos destacar iniciativas realizadas em escolas na Uganda, Canadá e Estados Unidos, confira:

→ Uganda: Poo Power - Energia a partir de Fezes Humanas na Escola Kasiisi

A Escola Kasiisi, em Uganda, adotou uma solução inovadora há mais de 8 anos atras. A iniciativa foi conduzida por alunos e professores da escola, com o apoio de Elizabeth Ross, fundadora da ONG Kasiisi Project.

A escola precisava de uma maneira sustentável e barata para cozinhar as refeições dos alunos, além de enfrentar o desafio ambiental do desmatamento causado pelo uso excessivo de lenha.

A escola construiu um biodigestor que transforma fezes humanas e esterco de vaca em biogás. Esse gás é usado para cozinhar as refeições na escola.

Esse projeto possibilitou a produção de gás suficiente para cozinhar as refeições diárias dos alunos, reduzindo os custos com lenha e diminuindo o impacto ambiental, protegendo as florestas locais. Somada a esses benefícios, os alunos aprenderam sobre fontes alternativas de energia.

A instalação do biodigestor gerou impactos positivo para a escola, em diferentes áreas. Confira os impactos:

    • Econômico: Economia nos gastos com lenha.
    • Ambiental: Proteção das florestas e redução da poluição.
    • Educacional: Alunos aprenderam sobre sustentabilidade e energia renovável.
    • Social: Menos tempo gasto pelos alunos coletando lenha, permitindo mais tempo para estudos e brincadeiras.

Assim como o projeto de biodigestor da Escola Kasiisi, outros projetos semelhantes estão ocorrendo em outros países, como Quênia e Tailândia, e até mesmo empresas de tratamento de água no Reino Unido estão adotando essa tecnologia.

Para finalizar, o uso de biodigestores não só ajuda a economizar dinheiro e proteger o meio ambiente, mas também educa os alunos sobre a importância de fontes de energia renováveis e saneamento, incentivando-os a pensar em soluções inovadoras para o futuro. Fonte: The Guardian, 16/02/2016

→ Canadá: As escolas e o biodigestor do zoológico

O Zoológico de Toronto, no Canadá, construiu um biodigestor, com conclusão do projeto em dezembro de 2020 e geração de energia a partir de abril de 2021. O objetivo principal desse projeto era possibilitar uma solução ao descarte inadequado de resíduos orgânicos do zoológico, como esterco dos animaos e restos de alimentos animais, descartes de alimentos dos visitantes. Esses resíduos causam poluição e liberam metano para atmosfera, quando não são tratados corretamentes, causano impactos no climática do planeta.

Como solução para esse problema, a construção de um biodigestor que transforma resíduos orgânicos em biogás. O biogás é usado para gerar eletricidade para a rede de energia de Toronto. O processo também produz fertilizante de alta qualidade.

Como principais resultados, o projeto de biogás no zoo destaca alguns números:

    • Reciclagem de 2.000 toneladas de esterco e 15.000 toneladas de resíduos alimentares por ano.
    • Produção de energia suficiente para abastecer mais de 250 casas em Toronto anualmente.
    • Redução anual de 20.000 toneladas de emissões de CO2.
    • Produção de fertilizantes ricos em nutrientes para a agricultura local.

São números impressionantes, mas os pincipais impactos não restrigem-se as atividades operacionais geradas diretamente na planta de biogás, mas sim nos impactos indiretos que essa infraestrura proporciona para comunicades escolares de Toronto e região.

Impacto Educacional do biodigestor no zoológico:

    • Para os alunos - O projeto ZooShare tem um impacto significativo para os alunos que visitam o projeto, pois oferece uma oportunidade única de aprender sobre sustentabilidade e ciência de forma prática e envolvente. Ao participar de workshops interativos e visitar a planta de biogás, os alunos compreendem como os resíduos orgânicos podem ser transformados em energia renovável, o que promove uma consciência ambiental desde cedo. Essas experiências não só despertam o interesse pelas ciências e tecnologias sustentáveis, mas também incentivam práticas ecológicas que podem ser aplicadas em suas vidas diárias e comunidades. Além disso, a integração desse conhecimento no currículo escolar contribui para formar uma geração mais consciente e preparada para enfrentar os desafios ambientais do futuro. Entre os principais atividades que as crianças tem acesso, estão:
      • Workshops como "Digest This!" onde aprendem sobre o processo de biogás e a importância da reciclagem de resíduos orgânicos.
      • Experimentos práticos em sala de aula que imitam o funcionamento de um biodigestor usando materiais domésticos.
    • Para Professores - o projeto ZooShare representa uma valiosa ferramenta educativa que enriquece o ensino e facilita a integração de conceitos de sustentabilidade e energias renováveis no currículo escolar. As visitas técnicas noturnas à planta de biogás permitem que os educadores vivenciem de perto o funcionamento de um biodigestor, proporcionando uma compreensão prática e detalhada do processo que podem transmitir aos seus alunos. Além disso, essas visitas estimulam a troca de conhecimentos e ideias inovadoras, incentivando os professores a desenvolverem novas metodologias de ensino que incorporam questões ambientais reais. Dessa forma, o projeto não apenas aprimora a formação contínua dos educadores, mas também contribui para a criação de um ambiente escolar mais dinâmico e alinhado com os princípios da sustentabilidade. Aos professores, o zoológico proporciona:
      • Visitas técnicas noturnas à planta de biogás, oferecendo uma visão detalhada do processo e infraestrutura.
      • Tours educacionais disponíveis para grupos escolares, mostrando a produção de energia renovável na prática.

Para finalizar, o projeto ZooShare não apenas aborda o problema do desperdício de alimentos e esterco, mas também serve como uma poderosa ferramenta educativa. Ele ensina crianças e professores sobre sustentabilidade, energia renovável e a importância de práticas ambientais responsáveis. Fonte: Zooshare, 12/09/2023

→ Estados Unidos: Food Waste-to-Energy

O projeto "Food Waste-to-Energy" acontece na pequena vila de Potsdam, no estado de Nova York, EUA, onde professores Jan DeWaters e Stefan Grimberg, da Clarkson University, desenvolveram uma parceria com uma escola local para transformar resíduos alimentares em biogás. O objetivo do projeto é educar os alunos sobre energias renováveis e redução de desperdícios, além de produzir energia sustentável.

Os professores e estudantes da Clarkson University e da Canton Central School (CCS) estavam incomodados com o problema causado pelo desperdício de alimentos nos EUA, com 40% de toda a comida produzida sendo descartada, gerando resíduos em aterros e emissões de gases de efeito estufa.

Em escolas localizadas em Potsdam, no estado de Nova York, iniciaram em 2022 um projeto desafiador com foco na mudança de hábitos da comunidade escolar. Para esse desafio a solução encontrada foi a utilização de um biodigestor anaeróbio para converter resíduos orgânicos em biogás, que é usado para aquecer uma estufa em uma fazenda, além de produzir fertilizante.

Alguns resultados desse projeto surgiram imediatamente como redução significativa de resíduos alimentares, produção de 3.400 m³ de biogás e economia de aproximadamente $4.000 em taxas de coleta de resíduos escolares. O programa também aumentou o conhecimento e alterou comportamentos relacionados a resíduos alimentares entre os alunos.

Outro ponto foi o impacto educacional, os alunos do ensino médio e fundamental participam de atividades práticas, como coleta e separação de resíduos, construção de pequenos biodigestores em sala de aula e visitas a fazenda para ver o biodigestor em funcionamento. Professores participam de workshops de desenvolvimento profissional sobre recuperação de recursos de resíduos alimentares.

    • Impacto nos Alunos - O projeto proporciona aos alunos uma experiência de aprendizado prática e envolvente, mostrando a relevância da ciência e da sustentabilidade em suas vidas. Eles aprendem sobre biogás, recuperação de recursos e como suas ações podem impactar positivamente o meio ambiente. Atividades como a construção de mini biodigestores e visitas a fazenda tornam o aprendizado dinâmico e memorável.
    • Impacto nos Professores - Para os professores, o projeto é uma valiosa ferramenta educativa que enriquece o currículo escolar com conceitos práticos de sustentabilidade e energias renováveis. Workshops e visitas técnicas permitem que os educadores vejam de perto o funcionamento de um biodigestor, ampliando seu conhecimento e capacidade de ensinar esses conceitos. A colaboração com a universidade também possibilita a troca de experiências e o desenvolvimento de novas metodologias de ensino.

Conclusão, o projeto "Food Waste-to-Energy" em Potsdam, Nova York, exemplifica como a colaboração entre escolas e universidades pode promover a conscientização ambiental e práticas sustentáveis desde cedo. Esse projeto não só transformou resíduos em energia renovável e fertilizantes, como também cultivou uma geração de jovens mais conscientes, críticos e engajados com as questões ambientais, demonstrando que iniciativas educacionais inovadoras podem ter um impacto duradouro tanto na comunidade escolar quanto no meio ambiente.  Fonte: Research Outreach, 2/02/2022

 Siga o canal do Portal Energia e Biogás no WhatsApp!

Educar pelo exemplo

Esses exemplos internacionais mostram como projetos de biogás podem ser integrados ao currículo escolar, proporcionando uma educação prática e interdisciplinar que prepara os alunos para enfrentar os desafios ambientais do futuro.

Tais iniciativas não só promovem o aprendizado de conceitos científicos, mas também inspiram os estudantes a adotar práticas mais sustentáveis em suas vidas diárias.

Para estudantes brasileiros, essas experiências globais podem servir como modelo e incentivo para a implementação de projetos similares em suas próprias escolas, contribuindo para uma educação mais ecológica e sustentável. Assim como foi destacado nessa matéria, há ótimos exemplos no Brasil que podem ser conferidos nos links abaixo. Boa leitura!

Biogás & Educação

No Portal Energia e Biogás, estamos comprometidos em apoiar o ensino e a pesquisa na área de biogás.

Dispomos de metodologias educacionais, cursos especializados e orientações práticas para alunos e educadores interessados em explorar essa tecnologia promissora.

Estamos à disposição para fornecer suporte e recursos que possam enriquecer a experiência de aprendizado e contribuir para o avanço do conhecimento em biogás.

Entre em contato conosco pelo e-mail contato@energiaebiogas.com.br para saber mais sobre como podemos colaborar no seu projeto educacional ou de pesquisa.

Juntos, podemos impulsionar a inovação e a sustentabilidade por meio do biogás. 

Assine nossa Newsletter

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?



Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás ®.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

  • Edgar
    Edgar
    En una alegría saber que se está desarrollando un ciencia con conciencia , que no afecta la creación de Dios,
    23 dias atrás Responder