6 º Ep - M. Lima Engenharia

Acompanhe o 6º Episódio da série de reportagens especiais sobre Startups que atuam no mercado de biogás brasileiro e conheça mais uma empresa com potencial inovador.

6 º Ep - M. Lima Engenharia
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Série Especial
Startups do Setor de Biogás

6 º Episódio - M. Lima Engenharia

Startup sediada no Parque Tecnológico da Unicamp, em Campinas - SP.

Série Especial
É uma série de reportagens especiais com o objetivo de apresentar as principais e mais promissoras startups do Brasil que atuam na área de digestão anaeróbia, produção de biofertilizante, produção de energia e descarbonização com biogás e biometano.

Neste 6º Episódio da série temos o prazer de apresentar:

M. Lima Engenharia

Campinas - SP

INTRODUÇÃO

A M. Lima Engenharia é uma startup sediada no Parque Tecnológico da Unicamp, que se destaca no segmento de Biogás na região de Campinas e São Paulo. Fundada há pouco mais de um ano, a empresa presta serviços de consultoria para a indústria, principalmente de Biogás, além da construção de máquinas e equipamentos customizados para diversos segmentos, como processos industriais, têxtil, alimentício, ambiental, sanitizantes, fármacos e cosméticos.

A M. Lima Engenharia atua de forma integrada, realizando todo o projeto básico, mecânico e executivo do equipamento, englobando as etapas de dimensionamento, elaboração de projeto 2D e 3D, simulação, construção e automação. Os projetos são executados por engenheiros especialistas em dimensionamento, construção, manutenção e automação de máquinas e equipamentos.

Entre os produtos exclusivos que a empresa oferece para a indústria de Biogás estão: o M Lima Flow (medidor de vazão de gás) e também todos os biorreatores da linha “M Lima Bio”: 

  • Plug - reator de leito fixo
  • Dry - reator percolado
  • Stirred - reator CSTR
  • Upflow - reator UASB
  • Baffled - reator IC
  • Paked - coluna de absorção

Além desses equipamentos, a M. Lima Engenharia também desenvolveu duas soluções exclusivas que auxiliam no processo de biodigestão anaeróbia: a suplementação de vitaminas e micronutrientes e o sachê alcalinizante.

O objetivo da empresa é ser reconhecida como líder no segmento de serviços de consultoria e customização de equipamentos para a indústria, garantindo qualidade no atendimento e prestação de serviços, segurança e credibilidade na execução e entrega dos projetos, alcançando a satisfação dos clientes.

Para contar um pouco da história e dos desafios de empreender com projetos de digestão anaeróbia e produção de biogás, conversamos com Brenno Lima, CEO da M. Lima Engenharia.

ENTREVISTA

Brenno Lima CEO da M. Lima Engenharia

Engenheiro Químico, possui Mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos, é Doutorando no Programa de Pós-graduação em Planejamento de Sistemas Energéticos na Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP. Empreendedor, destaca-se na área de pesquisa, desenvolvimento e inovação no setor de biogás.

Portal Energia e Biogás: Fale sobre a sua motivação por trás da fundação da empresa:

Brenno Lima: A M Lima Engenharia surgiu da necessidade que eu identifiquei dentro da universidade, enquanto era estudante de Mestrado, da construção de máquinas e equipamentos personalizados para o desenvolvimento de pesquisas científicas aplicadas.

Portal Energia e Biogás: Quais foram os desafios para desenvolvimento de uma startup na área de biogás?

Brenno Lima: Os principais desafios foram: criar o entendimento das necessidades atuais da área e, principalmente, encontrar especialistas e profissionais aptos a atuar na empresa dentro desse segmento. Atualmente, boa parte do nosso time possui mestrado e doutorado voltados ao segmento de Bioenergia. Por último, a competição com as grandes empresas estrangeiras que já atuam no setor também se constitui um desafio, que temos buscado superar através dos nossos diferenciais, como a garantia estendida dos nossos equipamentos (24 meses), que são 40% a 60% mais econômicos em comparação ao mercado; fabricação própria das placas PCB; simulação em software exclusivo desenvolvido por nós, disponível também na versão web. 

Portal Energia e Biogás: A “M. Lima Engenharia” é uma startup sediada no Parque Tecnológico da Unicamp. Para vocês, o que representa o suporte e o apoio do parque tecnológico?

Brenno Lima: O suporte e apoio do Parque Científico e Tecnológico da Unicamp é muito importante, pois proporciona inúmeras oportunidades de crescimento e desenvolvimento para nossa empresa, visto que se trata de um ecossistema de inovação que promove a interação entre empreendedores, fomenta e dissemina conhecimento, além de intermediar o estabelecimento de importantes parcerias.

Portal Energia e Biogás: Quais as soluções para o mercado de biogás que sua startup oferece?

Brenno Lima: Sobre as nossas soluções, focamos na prestação de serviços de consultoria para a indústria, principalmente de Biogás, e na construção de máquinas e equipamentos customizados. As nossas soluções englobam:

    • Projeto, simulação e construção de máquinas e equipamentos
    • Padronização de processos industriais e desenvolvimento de produto
    • Automação industrial e agroindustrial
    • Pesquisa e desenvolvimento em biodigestão anaeróbia
    • Projeto básico, mecânico e executivo de equipamentos
    • Consultoria de engenharia do proprietário
    • Desenvolvimento de software
    • Treinamentos in company

Entre algumas das soluções exclusivas que oferecemos para a indústria de Biogás, podemos destacar o desenvolvimento de reatores e suplementos para processo de digestão anaeróbia.

Portal Energia e Biogás: Fale sobre o atual momento do Brasil para desenvolvimento de uma empresa, estamos em um bom momento para os negócios na área de biogás?

Brenno Lima: Na minha opinião, não estamos no melhor momento para o empreendedorismo de forma geral, porque hoje o país está sofrendo com altas taxas de juros e cargas tributárias que são uma problemática para o surgimento de novas empresas. No entanto, falando especificamente do segmento de biogás, no âmbito nacional, o cenário se mostra favorável devido a investimentos que estão sendo realizados no setor, com incremento de inovação tecnológica e incentivo de políticas públicas que impulsionam de forma bastante positiva este segmento.

Portal Energia e Biogás: Como a M. Lima Engenharia vê o mercado de biogás no Brasil para os próximos 5 anos e como está se preparando para se posicionar no setor?

Brenno Lima: As perspectivas são boas para o segmento de biogás no Brasil, devido a evolução da capacidade de produção ter praticamente dobrado nos últimos anos, com a implementação de novas plantas de biogás. Hoje estamos nos aperfeiçoando cada vez mais, desenvolvendo novas tecnologias para o segmento e, no médio e longo prazo, almejamos incluir em nossa carta de serviços a construção de biodigestores de grande porte.

Saiba mais:

M. Lima Engenharia

    • https://www.mlimaengenharia.net/ 
    • E-mail: contato@mlimaengenharia.net
    • Whatsapp: (19) 98272-8592 | (84) 99992-0405
    • Facebook: M. Lima Engenharia
    • Instagram: @m_limaengenharia
    • LinkedIn: M Lima Engenharia

AGRADECIMENTOS

O Portal Energia e Biogás agradece ao Brenno Lima e a toda equipe da M. Lima Engenharia pelas valorosas contribuições para desenvolvimento dessa reportagem.

Confira todos os episódios da série especial: Startups de Biogás do Brasil

⇒ 1º Episódio: KEMIA Tratamento de Efluentes

⇒ 2º Episódio: SulBiogás

⇒ 3º Episódio: BioMovement Ambiental

⇒ 4º Episódio: Bley Energias

⇒ 5º Episódio: Metha Energia

Aguarde!

Em breve novos episódios da série com destaque para novas Startups que atuam no mercado de biogás em diferentes regiões do Brasil.

Quer destacar a sua startup no Portal Energia e Biogás, entre em contato com nossa equipe de redação: contato@energiaebiogas.com.br

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?

Copyright © 2018 - 2023 Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás ®.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.