Entrevista: Grupo CETRIC

Em uma entrevista exclusiva ao Portal Energia e Biogás, Loana Defaveri Fortes - Diretora de Operações e Responsável Técnica do Grupo CETRIC - apresenta um breve panorama da produção de biogás e biometano na unidade do Grupo em Chapecó. Confira esse super bate-papo com a Engenheira Loana Defaveri Fortes.

Entrevista: Grupo CETRIC
Foto: Divulgação/ Grupo CETRIC
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Entrevista

Série BiogásBusinessBrasil

Biogás Business Brasil

A Série tem por objetivo oportunizar um espaço para apresentar empresas e empreendedores que se destacam com soluções para o mercado de digestão anaeróbia, produção de biogás e biometano.

Novo episódio:Grupo CETRIC

Com sede em Chapecó, Santa Catarina, o Grupo CETRIC (Central de Tratamento de Resíduos Sólidos Industriais e Comerciais), trabalha de forma transparente e responsável, desde a coleta, transporte, recepção, tratamento e destinação final de resíduos. Entre os vários projetos desenvolvidos, a produção de biogás e biometano ganha destaque e relevância no Grupo CETRIC.

Confira a seguir a entrevista com Loana Defaveri, Engenheira Química, Diretora de Operações e Responsável Técnica do Grupo CETRIC.

  • Loana Defaveri Fortes, Diretora de Operações e Responsável Técnica, destaca-se por liderar com excelência os projetos de produção de biogás. Sua expertise é evidente no controle e monitoramento abrangente de todo o sistema de biogás e biometano. Com mais de quinze anos de experiência no ramo de tratamento de resíduos, sob sua liderança, assegura eficiência e inovação em cada etapa do processo, solidificando a posição de Loana como uma profissional de destaque entre a equipe do Grupo CETRIC.

Foto: Loana Defaveri Fortes, Diretora de Operações e Responsável Técnica: Divulgação/ Grupo CETRIC

Portal Energia e Biogás: Para os nossos leitores que ainda não conhecem o Grupo CETRIC, poderia contar um pouco sobre a empresa. Quais são os principais valores, tecnologias ou realizações com destaque aplicados a produção de biogás e biometano no Grupo CETRIC?

Loana Defaveri: Com mais de duas décadas de história, nossa empresa se destaca pela sua estrutura abrangente e pela prestação de atendimento rápido e eficaz. Oferecemos suporte em emergências ambientais em todo o Brasil e no Mercosul.

Nosso foco em tecnologias avançadas visa promover a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente. Desde o recebimento inicial até a disposição final dos resíduos, mantemos um controle rigoroso de rastreabilidade em todas as etapas do tratamento.

Na prática, nossos três pilares - transformar, preservar e cuidar - orientam nossas ações diárias. Uma das maneiras pelas quais implementamos o gerenciamento 360° é convertendo resíduos orgânicos em energia e combustível sustentável. Atualmente com cinco biodigestores e um reator CSTR¹, maximizamos a produção de biogás, usados para gerar energia elétrica por meio de geradores especializados, resultando atualmente em uma geração de 1 megawatt-hora. Além disso, purificamos o biogás para transformá-lo em biometano, que é utilizado como combustível para veículos, e ainda utilizamos o biogás como fonte de energia térmica em nossa caldeira. Essa abordagem completa e integrada ilustra nosso compromisso com práticas ambientais inovadoras e sustentáveis.

Para isso, o Grupo CETRIC conta com parceiros estratégicos como a Archea do Brasil, Fageo Geradores e Janus e Pergher.

¹A sigla CSTR, do inglês "Continuous Stirred Tank Reactor model", corresponde a um modelo de reator com tanque agitado continuamente ou simplesmente reator de mistura completa.

Foto: Biodigestores de Lagoa Coberta (BLC) e posto de abastecimento de biometano. Divulgação/ Grupo CETRIC

Portal: Poderia falar um pouco mais sobre as tecnologias utilizadas pelo Grupo CETRIC para produzir biogás e biometano? 

Loana Defaveri: Atualmente, o Grupo Cetric opera com 5 biodigestores de lagoa coberta (BLC) em conjunto com um reator do tipo CSTR, utilizados para a produção de biogás. Este sistema robusto e integrado é crucial para a geração eficiente de biogás a partir de matéria orgânica, demonstrando o compromisso da empresa com práticas sustentáveis e ambientalmente conscientes. Além disso, a estrutura diversificada e tecnologicamente avançada do Grupo Cetric posiciona-o como um líder na produção de biogás, contribuindo significativamente para a redução de resíduos e para a obtenção de fontes de energia renováveis.

Para a produção de Biometano é realizado a purificação de Biogás, consiste em duas Colunas de Adsorção, preenchidas com mídia Adsorvente regenerável a quente, desenvolvido para a remoção de Siloxanos², VOC´s e H2S. O Controle de fluxo do gás é feito basicamente por duas válvulas “quatro vias”, que reduzem as perdas de carga e o número de componentes, permitindo uma automação mais simples, com elevado grau de confiabilidade e mínima manutenção. Definido como processo TSA (Thermal Swing Adsorption), durante a operação uma coluna recebe o fluxo de Biogás de entrada, retirando os contaminantes e fornece ao consumo, enquanto a outra passa pelo ciclo de regeneração, que consiste em Purga, Aquecimento, Resfriamento e Purga. Em função dos teores contidos no Biogás a ser purificado, as purgas do ciclo de regeneração poderão ser direcionadas a linha do flare existente ou específico, evitando acréscimo de emissão no local.

Os contaminantes são removidos por condensação/lavagem de gases em trocador de calor alinhado a purga da coluna em regeneração. Além da produção de Biometano (CH4), há possibilidade da captação do Gás Carbônico (CO2), sendo um projeto futura a ser realizado pela CETRIC.

² Siloxanos são diferentes compostos de sílica presentes no biogás devido ao processo de digestão anaeróbia de produtos encontrados no esgoto doméstico, nos lodos e em resíduos sólidos urbanos.

Portal: Quais são as vantagens do reator tipo CSTR utilizado pelo Grupo CETRIC na produção de biogás? 

Loana Defaveri: O reator tipo CSTR foi desenvolvido para potencializar a produção de biogás, ele é um tanque de agitação contínua ou, simplesmente reator de mistura completa. Caracteriza-se assim porque ao entrar no reator anaeróbio, o substrato é rapidamente homogeneizado com a massa de substrato mais antiga. Essa ação de mistura permanece constantemente ao longo do processo. O CSTR é um modelo ideal de reator comum em sistemas de tratamento de efluentes e bioprocessos, que proporciona um maior contato entre o substrato e os micro-organismos.

Portal: Como é feito o controle de temperatura e de outros parâmetros no processo de produção de biogás em um reator CSTR? 

Loana Defaveri: As plantas de produção de biogás com reatores CSTR são altamente tecnológicas e utilizam uma ampla malha de sensores para a aquisição de dados de temperatura, valor de pH, vazão, nível do substrato no reator, entre outros parâmetros essenciais para uma operação eficiente. Isso possibilita um maior controle do sistema anaeróbio.

Portal: Além da produção de biogás e biometano, o Grupo CETRIC possui outros projetos ou iniciativas relacionadas à energia limpa e sustentabilidade? 

Loana Defaveri: Sim, além das iniciativas mencionadas, mantemos dois projetos internos focados na sustentabilidade. Um deles utiliza a tecnologia de osmose reversa para transformar os efluentes que geramos e recebemos de nossos clientes em água desmineralizada, que posteriormente é convertida em Arla 32³. Esse composto é utilizado para abastecer nossos veículos e também é disponibilizado para venda, contribuindo assim para a redução do impacto ambiental.

O segundo projeto se concentra na pirólise, um processo de decomposição por meio do calor. Na indústria, essa técnica é conhecida como calcinação. Através da pirólise, conseguimos produzir subprodutos como o bio-óleo ou alcatrão pirolítico e o carvão vegetal, os quais oferecem alternativas sustentáveis de combustíveis. Essas estratégias exemplificam nosso compromisso contínuo com a inovação sustentável e a busca por soluções que contribuam para a preservação do meio ambiente e a eficiência energética.

³ De acordo com a CETESB, ARLA 32, Agente Redutor Líquido Automotivo, é uma solução aquosa com concentração de 32,5%, em massa, de ureia técnica de alta pureza em água desmineralizada, conforme NBR ISO 22.241.

Portal: Quais são os principais benefícios ambientais alcançados pelo Grupo CETRIC por meio de seus projetos de biogás e biometano?

Loana Defaveri: Como a principal referência na destinação e valorização de resíduos, o Grupo Cetric encara a missão de liderar a transformação. Estamos comprometidos em alcançar a meta do Net Zero4 até 2030, o que implica não apenas na redução substancial de nossas emissões diretas e indiretas, mas também na completa compensação de qualquer emissão residual.  

Ao zerar nosso balanço de emissões de gases causadores do efeito estufa, estamos assumindo um compromisso concreto em prol do meio ambiente e das gerações futuras. Nesse propósito, o aproveitamento do biogás e do biometano torna-se essencial.

4 Net Zero é uma expressão em inglês que se refere a um estado em que a emissão de gases de efeito estufa (GEEs), devido às atividades humanas e as remoções desses gases, estão em equilíbrio durante um determinado período. Esse equilibrio corresponde a sua remoção da atmosfera com métodos de captura de carbono (Wikipédia).

 Clique aqui para seguir o canal do Portal Energia e Biogás no WhatsApp.

Foto: Grupos Geradores. Divulgação/ Grupo CETRIC

Portal: Fale para os nossos leitores como é o processo de geração de energia elétrica a partir do biogás, no Grupo CETRIC? 

Loana Defaveri: O processo de geração de energia a partir do biogás envolve a conversão da energia química contida no gás em energia mecânica, por meio de um controle preciso de combustão. Esta energia mecânica é então utilizada para acionar geradores que produzem energia elétrica. Adicionalmente, o biogás pode ser empregado diretamente em caldeiras para a cogeração de energia. No caso do Grupo Cetric, sua estratégia de geração de energia se baseia na captação de biogás, operando geradores capazes de produzir até 1 megawatt por hora.

Esta capacidade é projetada para atender completamente às necessidades de energia da empresa, garantindo sua independência energética. Qualquer excedente de energia elétrica gerado é redirecionado para a rede da concessionária elétrica por meio do sistema de geração distribuída (GD)

Portal: Qual é a capacidade de geração de energia elétrica dos geradores movidos a biogás no Grupo CETRIC? 

Loana Defaveri: Cada um dos nossos quatro geradores tem uma capacidade instalada 250 watts. Com essa configuração, nossa capacidade instalada total de 1 megawatt, o que corresponde a uma geração de 1 MWh por hora de produção.

Portal: O Grupo CETRIC abastece sua frota com Biometano, quais são os benefícios ambientais do uso de biometano como combustível em caminhões?

Loana Defaveri: O biometano, utilizado como um biocombustível em nossos caminhões, oferece benefícios ambientais notáveis. Ao reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) e poluentes atmosféricos, provenientes de fontes fósseis, ele melhora a qualidade do ar e diminui a dependência de combustíveis não renováveis. Além disso, ao utilizar resíduos orgânicos na sua produção, contribui para a gestão sustentável de resíduos, promovendo uma economia circular. Essa alternativa energética não só impulsiona a sustentabilidade no transporte, como também representa um passo significativo no processo de transição energética rumo a fontes de energia mais limpas e renováveis.

Foto: Posto de abastecimento de biometano. Divulgação/ Grupo CETRIC

Portal: Além do potencial de geração de energia elétrica a partir do biogás, qual é o potencial de produção de biometano na empresa? 

Loana Defaveri: Atualmente a planta instalada na CETRIC CHAPECO tem capacidade de produzir até 280 m³ por hora de Biometano comprimido a 220 bar.

Portal: Quais foram as principais motivações do Grupo CETRIC para produzir e utilizar biometano em sua própria frota de caminhões? 

Loana Defaveri: Atuando com um gerenciamento abrangente em todas as direções, desde o momento em que recebemos os resíduos, nossa abordagem é transformar o que muitos consideram sem utilidade em um valioso subproduto. Essa estratégia visa não apenas reduzir para o consumo de combustível, mas também minimizar as emissões de gases de efeito estufa, ao mesmo tempo em que geramos energia para alimentar as operações de nossa unidade. Este ciclo completo de aproveitamento reflete nosso compromisso com a sustentabilidade, onde cada etapa do processo é planejada para otimizar recursos e reduzir o impacto ambiental de nossas operações.

Foto: Frota movida a biometano. Divulgação/ Grupo CETRIC


Portal: Além do abastecimento de caminhões com biometano, há outras aplicações no Grupo CETRIC? 

Loana Defaveri: Além dos veículos já adaptados, também utilizamos o biometano para um trator agrícola também adaptado, além disso está buscando-se a certificação para expansão e abastecimento de veículos terceiros.

Portal: O Grupo CETRIC tem planos de produzir um excedente de biometano para fornecer para clientes específicos (terceiros)? Se sim, quais setores ou indústrias seriam os principais beneficiados?

Loana Defaveri: Estamos desenvolvendo o projeto “Rota Azul”, uma iniciativa que visa transformar nossas unidades de transbordo em pontos estratégicos de abastecimento de biometano. Essa estratégia nos permitirá abastecer nossos próprios veículos para operações em rotas mais extensas. Além disso, temos planos futuros de disponibilizar nosso biometano para outras indústrias que possuam veículos adaptados para esse biocombustível, ou como substituição na matriz energética junto as empresas. Com essa abordagem inovadora, não apenas fortalecemos nossa frota com uma opção de combustível mais limpa, mas também buscamos expandir o uso sustentável do biometano.

Foto: Caminhão a biometano. Divulgação/ Grupo CETRIC

Portal: Para finalizar, quais são as perspectivas futuras do Grupo CETRIC para a produção de biogás e biometano? 

Loana Defaveri: Com a implantação do sistema de biodigestor tipo CSTR, foi possível obter maior produção de biogás e com maior qualidade de gás metano, de forma que com este sistema é possível monitorar o tempo ideal de retenção dos resíduos, o tempo necessário de agitação e alimentação por material de alta carga orgânica e após o tempo de hidrólise, gera biogás em grande quantidade e de boa qualidade. As perspectivas futuras para produção de biogás para geração de energia e purificação para abastecimento veicular a biometano são de tecnologia e inovação, e claro aumentar a capacidade da planta de produção de biometano e difundir o projeto para as filiais da empresa que recebem resíduos orgânicos.

Saiba mais:

AGRADECIMENTOS

O Portal Energia e Biogás® agradece, em nome da Laura Veloso, da Loana Defaveri e de toda a equipe do Grupo CETRIC pelas valorosas contribuições para desenvolvimento dessa entrevista exclusiva. 

Sobre a série BiogásBusinessBrasil

A Série é uma iniciativa do Portal Energia e Biogás® com o objetivo de oportunizar um espaço para apresentar empresas e empreendedores que se destacam com soluções para o mercado de digestão anaeróbia e produção de biogás.

São soluções para redução de passivos ambientais por meio da digestão anaeróbia, produção de bioenergia, produção de biofertilizante e desenvolvimento de novos modelos de negócios baseados na produção de biogás. Esses são alguns exemplos de ações estratégicas para processo de descarbonização e economia circular que muitas empresas demandam e algumas já adotaram.

Conheça um pouco da jornada de empresas/empresários que buscaram informações, estabeleceram metas, atuaram com planejamento e monitoramento sistemáticos para desenvolver oportunidades. Encararam desafios que demandaram iniciativa, persistência, comprometimento, independência, autoconfiança e persuasão. Com muita empatia conseguiram estabelecer uma rede de contatos essenciais para seus negócios e passaram a desenvolver projetos com exigência de qualidade e eficiência. Hoje conseguem entregar excelentes resultados, graças a experiência e conhecimentos calibrados para minimizar riscos.

Confira os episódios anteriores:

Nessa temporada 2024, entrevistas com grandes empresas e empresários de destaque no setor do biogás.

Aguarde, em breve novos episódios! 

Gostou do assunto?

Quer saber mais sobre o biogás no Brasil?



Todos os direitos reservados - Portal Energia e Biogás ®.

AVISO! O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.